segunda-feira, janeiro 08, 2007

Feito o mapa mais detalhado da matéria invisível no Universo

Tal como o corpo humano, o Universo tem um esqueleto que não está à vista. É feito de uma matéria invisível, a que apropriadamente chamaram matéria escura.

Enquanto os ossos humanos podem ficar expostos em qualquer radiografia, os telescópios mais poderosos não conseguem ver directamente os ossos do cosmos. No entanto, os cientistas estão a contornar essa dificuldade e a fazer mapas da matéria que não se vê: os mais pormenorizados foram revelados ontem, na edição "on-line" da revista "Nature".

Os cientistas já não duvidam de que a matéria escura existe, apesar de não emitir nem reflectir a luz. Sabem que está lá pelos efeitos gravitacionais que causa na matéria que vemos - afecta a rotação das galáxias e distorce a luz que emitem.

Utilizando o telescópio espacial Hubble, a equipa de Richard Massey (do Instituto de Tecnologia da Califórnia, nos Estados Unidos) começou por medir a forma de 500 mil galáxias distantes. Depois, os cientistas usaram a distorção na luz emitida por elas, causada tanto pela matéria visível como pela invisível, para elaborar mapas da distribuição da matéria escura entre essas galáxias e a Terra, numa grande área do céu (o equivalente a oito vezes o tamanho ocupado pela Lua Cheia).

"Se um fotão vem de uma dessas galáxias e atravessa essa rede de matéria escura, a sua trajectória é distorcida. Tem uma trajectória às ondinhas, ligeiramente irregular", explica Domingos Barbosa, do Instituto Superior Técnico, em Lisboa. O cosmólogo português acrescenta que, em galáxias distantes, como as que foram observadas, é mais difícil detectar o efeito de distorções da luz pela matéria do que em exames de galáxias.

Mesmo assim, o resultado foi o atlas mais detalhado dos ossos do Universo, e não só. "Conseguiram também reconstituir a distribuição da matéria escura em três dimensões entre nós e essas galáxias, no campo do céu que observaram. E é a primeira vez que se faz isso", comenta.

Há uma razão para se dizer que a matéria escura é o esqueleto do Universo, e não é só porque não está à vista. Oitenta por cento da matéria é escura, distribuída pelo Universo em enormes filamentos. E são eles que agregam a matéria visível, ou bariónica, como os físicos chamam à matéria normal.

"Descobriram que a matéria invisível está agrupada em enormes filamentos e em bolas, mais ou menos conectados com outras regiões com matéria escura e bariónica. A matéria escura funciona como um esqueleto gravitacional, para onde a matéria bariónica acaba por ser atraída", explica Domingos Barbosa. "É um esqueleto invisível, à volta do qual a matéria normal vai cair e formar essa carne de estrelas e galáxias."

Assim, o trabalho da equipa de Richard Massey permite compreender melhor como a matéria está ordenada pelo Universo, sublinha o investigador português.

Mas ninguém sabe de que é feita a matéria escura, que terá surgido pouco depois do Big Bang, o fenómeno que criou, há 13.700 milhões de anos, o Universo que conhecemos. Aliás, os mapas apresentados pela equipa de Richard Massey mostram a distribuição da matéria até à altura em que o Universo tinha metade da idade actual. A escola de pensamento dominante defende que a matéria escura é exótica, logo totalmente diferente da matéria vulgar. "O mais plausível - diz também Domingos Barbosa - é que seja feita de uma partícula exótica."

Teresa Firmino, in Publico 8-1-2007

13 comentários:

roberto franco disse...

por ROBERTO FRANCO, em 29 de Outubro de 2008 as 11:22 pm Seu comentário será analisado pelo editor do blog.

NOSSOS CIENTISTAS TEM A MANIA DE COMPLICAR O SIMPLES E DE SIMPLIFICAR O QUE MERECE ATENCAO MAIOR. A MATERIA ESCURA DE QUE TRATAM NO MOMENTO E TAO SIMPLESMENTE A “GRAVIDADE” . FENOMENO QUE ATUA SEM APARECER. RAZAO DE NAO INTERAGIRMOS, NAO VERMOS EETC. COM RELACAO A QUANTIDADE DE MASSA QUE SE APRESENTA JUNTO AS GALAXIAS E NAO A VEMOS E SO OLHARMOS PARA O CENTRO DE CADA GALAXIA E LA ESTARA ESTE EXCEDENTE DE MATERIA DENTRO DO “BURACO NEGRO” CENTRAL. A RAZAO DE HORA A,DITA, MATERIA ESCURA APARECER COM AS MATERIA DAS GALAXIAS E OUTRAS SEM MATERIA VISIVEL E QUE NESTES LUGARES SEM MATERIA SO EXISTE O PONTO DE SINGULARIDADE DO BURACO NEGRO QUE SUGOU TODA MATERIA EM VOLTA.
O PONTO DE CONVERGENCIA ENTRE A RETRACAO DA EXPANSAO POS BIG-BANG E AUMENTO DA EXPANSAO DO UNIVERSO E, SIMPLESMENTE, A QUEBRA DO EQUILIBRIO ENTRE A MEGA FORCA GRAVIOTACIONAL DE ANTES DO BIG-BANG E A DISSOLUCAO DESTA A PARTIR DESTE PONTO DE ESPANSAO.
ISSO TUDO PROVA QUE NOSSO UNIVERSO E CILCICO E ETERNO. ASSIM COMO NOSSAS COISCIENCIAS.

Nome (obrigatório)

Anónimo disse...

could do.
------------------------
g5555d4o4o4u4h44vbc44gj4j4

Anónimo disse...

house of moderate size, situated on the very banks of the river.
------------------------
sdf6h9t8fg5cfgj5jt55cv55jy

Anónimo disse...

pleasant, refined ways, and the state of dove-like purity she was

Anónimo disse...

and entered into it. It almost certainly meant our deaths, and we knew it. We
cheapest cialis

Anónimo disse...

period, have passed, and my resolution is firmer than ever. If the
actos side effects

Anónimo disse...

significance.
singulair

Anónimo disse...

detainee. In fact, Lloyd might already have partaken of the appetizer. Correct,
zovirax

Anónimo disse...

that horrible blackness, Larry's mind had turned to the trip he had made through
glyburide metformin

Anónimo disse...

CHAPTER III
nizoral

Anónimo disse...

"Prince," said Berg, recognizing Prince Andrew, "I only spoke
substitute for elavil

Anónimo disse...

into the fourth. Stu guessed that those good old boys with no wedding rings-or
prilosec

Anónimo disse...

Me and ozzy fucked harder, trying to show to my own god!
FUCK YES!' just before cumming inside my warm pussy. were still fucking

Take a look at my website ... hcg injections