sábado, agosto 18, 2007

Mira: uma estrela com cauda.


Os astrónomos da Nasa observaram, através do telescópio Galaxy Evolution Explorer, uma estrela com uma cauda semelhante às apresentadas pelos cometas.
A estrela chama-se Mira e há muito que era conhecida dos astrónomos, no entanto só agora foi possível observar este espectáculo cósmico.
A cauda tem 13 anos-luz, o que corresponde a cerca de 20.000 vezes a distância de Plutão ao Sol. Nunca nada de semelhante havia sido detectado junto a uma estrela.

A Mira é uma estrela na fase final da sua vida (uma gigante vermelha) que está a perder grandes quantidades de material da sua superfície. Esta emissão de partículas de carbono, oxigénio e muitos outros elementos essenciais à formação de novas estrelas, planetas e até talvez de vida, deve durar à pelo menos 30.000 anos.

A Mira acabará por perder a maior parte da sua massa que se irá acumular no espaço sobre a forma de uma nebulosa. Do que outrora fora uma estrela como o Sol irá apenas restar um pequeno núcleo, uma anã branca.

Ainda não é totalmente possível compreender o que de facto está a ocorrer naquela estrela, mas estas observações abrem caminho a novas linhas de investigação.

Resta dizer que a estrela Mira está a deslocar-se a uma velocidade de aproximadamente 130 quilómetros por segundo, possivelmente devido à atracção gravitacional de estrelas que ao longo dos tempos passaram por perto.

Fonte

2 comentários:

avelaneiraflorida disse...

Esta das estrelas terem cauda...deixou-me perplexa!!!!!!!

Sempre me ensinaram que os cometas é que tinham a sua caudazita...
As coisas que eu aprendo!!!!!

Vieira Calado disse...

Pode-se dizer que está semear o trigo... que daqui a muitos milhões de anos dará pão!...
Um abraço