terça-feira, outubro 31, 2006

RESOLVIDO O MISTÉRIO DO CICLO SOLAR?

O Sol é um corpo dinâmico que atravessa ciclicamente, com um período deaproximadamente 11 anos, momentos de intensa actividade e outros de algumatranquilidade. Os ciclos de actividade mais intensa são caracterizados portempestades solares. Estas tempestades têm origem quando os campos magnéticoscomplexos do Sol, gerados pelo plasma (gás electricamente carregado) emconstante movimento, se deformam libertando grandes quantidades de energia soba forma de plumas solares ou ejecção de massa da coroa - a camada mais exteriorda atmosfera solar. Esta actividade solar violenta, geralmente ocorre perto daschamadas "manchas negras", regiões mais escuras da "superfície" solaroriginadas pela concentração elevada de campos magnéticos.

Para ver uma imagem das "manchas negras" solares, consulte:http://www.oal.ul.pt/astronovas/estrelas/smag1.jpg

Para ver um video de uma pluma solar, consulte:http://www.oal.ul.pt/astronovas/estrelas/smag2.mpg

A compreensão da dinâmica do plasma no interior do Sol é essencial para sepoder realizar previsões acerca dos ciclos de actividade deste astro. Previsõesdetalhadas e correctas dos ciclos do Sol poderão ajudar na prevenção eminimização dos efeitos nefastos das tempestades solares. Quando ocorre um picode máxima actividade do Sol quase todos os aparelhos electrónicos são
ficam danificadas. Um satélite em órbita é guiado por um complexo sistemaelectrónico que o mantem no espaço e numa determinada trajectória. Com umatempestade solar intensa, o satélite perderia o seu sistema de orientação assimcomo a sua funcionalidade.

Os cientistas sabiam que, de uma forma geral, as correntes de plasma nointerior do Sol transportam, concentram e auxiliam na dissipação de camposmagnéticos. No entanto, os detalhes da dinâmica destas correntes eraminsuficientes para se poderem realizar previsões precisas dos ciclos deactividade solar.

Uma nova técnica, designada por "heliosismologia" permitiu aos cientistasobservar o interior do Sol revelando assim alguns detalhes que vieram auxiliarna compreensão dos fluxos de plasma. A heliosismologia usa o facto de ondas desom serem reflectidas no interior do Sol originando assim uma imagem. Esteprocesso é semelhante às ecografias realizadas ao interior do corpo humano, eque nos permite ver por exemplo um bebé antes de este ter nascido.

Com o auxílio desta técnica, foi possível observar que existem dois grandesfluxos de plasma que governam os ciclos solares. O primeiro actua como umtapete rolante de transporte, fazendo com que bem abaixo da "superfície" osfluxos de plasma fluam dos pólos para o equador. No equador, o plasma vem à"superfície" e é transportado de novo para os pólos onde se volta a afundar ese repete o ciclo.

O segundo ciclo actua produzindo um enrolamento. A "superfície" do Sol possuiuma rotação mais rápida no equador do que perto dos pólos. Como o campomagnético solar atravessa o equador de pólo a pólo, este acaba por ficar"entrelaçado" repetitivamente em torno do equador devido à elevada velocidadede rotação nesse local. É este fenómeno que concentra periódicamente o campo magnético solar, levando assim a picos na actividade do astro rei..

Medições precisas de heliosismologia do primeiro grande fluxo, realizadas com oauxílio de um instrumento a bordo do observatório solar SOHO, permitiram saberque são necessários dois ciclos para "encher" com o campo magnético metade do"tapete rolante", e mais dois ciclos para encher por completo a outra metade.Devido a este facto, e como o Sol possui ciclos de aproximadamente 11 anos, opróximo ciclo solar depende das características de há 40 anos - o Sol possuiuma memória magnética.

A equipa responsável por este estudo, com auxílio de análises computacionais ede dados observacionais recolhidos nos últimos 80 anos, concluiu que o Solencontra-se num período de tranquilidade para o ciclo corrente (ciclo 23). Noentanto, existe a previsão de que a acompanhar o início do próximo ciclo (24),estará um aumento na actividade solar prevista para finais de 2007, inícios de2008. A equipa acredita que este aumento de actividade será caracterizado pormais 30 a 50% de manchas solares, plumas e ejecções de massa. Os métodosanteriores previam que este aumento de actividade ocorresse um ano mais tarde.

Apesar deste modelo concordar com observações efectuadas, existem no entantooutros modelos que prevêm uma actividade solar baixa, não tendo sido possívelainda chegar a um consenso definitivo.

Para ver uma montagem que mostra a variação da actividade solar durante o ciclode 11 anos, consulte:http://www.oal.ul.pt/astronovas/estrelas/smag3.jpg

Espera-se que este estudo seja aprofundado através de observações em detalheque se espera realizar com o lançamento do Observatório de Dinâmica Solar, emAgosto de 2008.

Fonte: ASTRONOVAS

Boavista - Cabo Verde

Um lugar na Terra
A Ilha onde vive a minha querida irmã e meu lindo sobrinho.

Covão d'Ametade (Serra da Estrela)

Este é sem duvida um dos mais maravilhosos e mágicos lugares deste planeta. E fica aqui tão perto. Este pequeno rio é o grandioso Zêzere!





Mais umas frases ditas por homens que giram connosco

"Amigo: alguém que sabe tudo a teu respeito e gosta de ti assim mesmo." Elbert Hubbard

"Só existem dois dias no ano em que nada pode ser feito. Um chama-se ontem e o outro chama-se amanhã, portanto, hoje é o dia certo para amar, acreditar, fazer e principalmente viver" Dalai Lama

"Meço o valor de um homem pela medida em que ele se liberta de seu próprio eu" Albert Einstein

"A arte da vida consiste em fazer da vida uma obra de arte." Mahatma Ghandi

"É difícil fazer um amigo num ano; mas, é fácil perdê-lo numa hora." Provérbio Chinês

"A verdadeira medida de um homem não é como ele se comporta em momentos de conforto e conveniência, mas como ele se mantém em tempos de controvérsia e desafio." Martin Luther King

"Uma viagem de 1.000 milhas começa com um único passo." Lao Tzé

"Uma vida inútil equivale a uma morte prematura." Johann Goethe

"O mundo é um belo livro, mas pouco útil para quem não sabe ler." Carlos Goldoni

"A felicidade não depende do que nos falta, mas do bom uso que fazemos do que temos."
Thomas Hardy

"Todas as cartas de amor são ridículas. Mas, afinal, só as criaturas que nunca escreveram cartas de amor é que são ridículas." Fernando Pessoa

"A arte é uma mentira que diz a verdade." Pablo Picasso

"O começo é a parte mais importante do trabalho." Platão

A esperança é o sonho do homem acordado." Aristóteles

"Um mau cirurgião fere 1 pessoa de cada vez. Um mau professor fere 130." Ernest Boyer, Presidente, Carnegie Foundation for Advancement of Teaching

"Quero dar a meus filhos bastante dinheiro para que possam fazer o que quiserem, mas não dinheiro o bastante para que não façam nada." Warren Buffett

"Se você quiser criar inimigos, tente mudar alguma coisa." Woodrow Wilson
"Tempo é a coisa mais valiosa que um homem pode gastar." Laércio Diógenes

"Feliz aquele que transfere o que sabe e aprende o que ensina." Cora Coralina

"Não basta conquistar a sabedoria, é preciso usá-la." Cícero

Grandes frases de Albert Einsten


"O único lugar onde o sucesso vem antes do trabalho é no dicionário."

"Grandes almas sempre encontraram forte oposição de mentes medíocres."

"Há duas coisas infinitas: o Universo e a tolice dos homens."

"No meio de qualquer dificuldade encontra-se a oportunidade."

"Procure ser um homem de valor em vez de ser um homem de sucesso"

"A Matemática não mente. Mente quem faz mau uso dela"

"Os ideais que iluminaram meu caminho e sempre me deram coragem para enfrentar a vida com alegria foram a Verdade, a Bondade e a Beleza."

"A palavra progresso não terá qualquer sentido enquanto houver crianças infelizes"

"O tempo e o espaço são modos pelos quais pensamos e não condições nas quais vivemos"

"A realidade é uma ilusão, embora bastante persistente"

"A única coisa que interfere com a minha aprendizagem é a minha educação. Educação é o que resta depois de se ter esquecido tudo que se aprendeu na escola"

"A imaginação é mais importante que o conhecimento."

"A coisa mais bela que podemos experimentar é o mistério. Essa é a fonte de toda a arte e ciências verdadeiras."

"A coisa mais dura de entender no mundo é o Imposto de Renda."

"O mais incompreensível do mundo é que ele seja compreensível. "

"A paz não pode ser mantida à força. Somente pode ser atingida pelo entendimento."

"Nunca penso no futuro, ele chega rápido demais."

"Existem apenas duas maneiras de ver a vida. Uma é pensar que não existem milagres e a outra é que tudo é um milagre."

segunda-feira, outubro 30, 2006

António Gedeão

António Gedeão (1906 - 1997)






Poeta, professor e historiador da ciência portuguesa. António Gedeão, pseudónimo de Rómulo de Carvalho, concluiu, no Porto, o curso de Ciências Físico-Químicas, exercendo depois a actividade de docente. Teve um papel importante na divulgação de temas científicos, colaborando em revistas da especialidade e organizando obras no campo da história das ciências e das instituições, como A Actividade Pedagógica da Academia das Ciências de Lisboa nos Séculos XVIII e XIX. Publicou ainda outros estudos, como História da Fundação do Colégio Real dos Nobres de Lisboa (1959), O Sentido Científico em Bocage (1965) e Relações entre Portugal e a Rússia no Século XVIII (1979).

Revelou-se como poeta apenas em 1956, com a obra Movimento Perpétuo. A esta viriam juntar-se outras obras, como Teatro do Mundo (1958), Máquina de Fogo (1961), Poema para Galileu (1964), Linhas de Força (1967) e ainda Poemas Póstumos (1983) e Novos Poemas Póstumos (1990). Na sua poesia, reunida também em Poesias Completas (1964), as fontes de inspiração são heterogéneas e equilibradas de modo original pelo homem que, com um rigor científico, nos comunica o sofrimento alheio, ou a constatação da solidão humana, muitas vezes com surpreendente ironia. Alguns dos seus textos poéticos foram aproveitados para músicas de intervenção.

Em 1963 publicou a peça de teatro RTX 78/24 (1963) e dez anos depois a sua primeira obra de ficção, A Poltrona e Outras Novelas (1973). Na data do seu nonagésimo aniversário, António Gedeão foi alvo de uma homenagem nacional, tendo sido condecorado com a Grã-Cruz da Ordem de Sant'iago de Espada.

"Eles não sabem, nem sonham,
que o sonho comanda a vida.
Que sempre que um homem sonha
o mundo pula e avança
como bola colorida
entre as mãos de uma criança."

Pedra Foilosofal

O poema completo http://users.isr.ist.utl.pt/~cfb/VdS/v109.txt

Fonte: http://www.astormentas.com/din/poemas.asp?autor=Ant%F3nio+Gede%E3o

A.M. GALOPIM DE CARVALHO GEOLOGIA E GEO-HISTÓRIAS

Hoje tou numa de divulgar links, aqui vai mais um:

http://www.triplov.com/galopim/

Este link leva-nos a uma página onde constam alguns textos do Professor Galopim de Carvalho.
Alguns são deliciosos...

breve história do petróleo

Outro link muito interessante. Numa altura em que se fala tanto no petróleo vale a pena dar uma vista de olhos neste Site do professor Luís Domingos.

http://histpetroleo.no.sapo.pt/

Terra Planeta "Vivo"

http://domingos.home.sapo.pt/index.html

"Esta página tem como principal objectivo contribuir para a divulgação do conhecimento actual acerca do "nosso" planeta TERRA. A ciência que estuda a história da Terra, chama-se Geologia. Esta está dividida em muitos domínios e estes, por vezes, em subdomínios. Alguns dos domínios e subdomínios, preocupam-se com o estudo da constituição global do planeta Terra. Outros estudam a idade relativa da Terra, enquanto que outros estudam a idade absoluta, os minerais, a origem das rochas, a evolução de uma paisagem, a alteração e transformação das rochas, o aparecimento e desaparecimento de continentes e mares ou oceanos, a evolução da Vida ao longo dos tempos geológicos, a pesquisa dos recursos naturais... Enfim, uma "vida" complexa e atribulada, cheia de ordem e caos natural, com muito ainda por conhecer. Porém, aquilo que já se conhece dá para prevenir algumas catástrofes naturais, para satisfazer as nossas necessidades práticas tais como alimentos, metais e combustíveis, isto é as matérias primas da nossa civilização, bem como para que o Homem possa meditar na sua infinita pequenez, já não direi universal, mas terráquea. Vamos procurar apresentar, aos comuns mortais, esta muito breve, mas atraente, história da Terra sob a forma de TEMAS, dum modo simples e muito sintético, assumindo as muitas, por vezes gigantescas, omissões. Pese o risco, julgamos estar a contribuir para a vulgarização do conhecimento de algumas questões científicas relacionadas com a Terra."

Vejam este site!!!!

Alterações Climáticas

As alterações climáticas devem-se a causas naturais ou humanas. O principal responsável por estas alterações é o efeito de estufa (devido às perturbações das características físicas, químicas e ecológicas do sistema terrestre).

Curiosidades( efeito a nível mundial) :

o Kilimanjaro, no último século, fundiu 82% da massa de gelo. • Segundo especialistas do PNUA (Programa das Nações Unidas para o Ambiente) e do ICIMOD (Centro Internacional de Estudo das Montanhas), as temperaturas da região dos Himalaias estão a subir, fundindo os glaciares que alimentam os lagos aí existentes (a altitudes médias de quatro mil metros), estando grande parte destes em risco de transbordar e inundar vales adjacentes dentro de alguns anos, ameaçando milhares de pessoas e outros seres vivos que aí habitam.

• Prevê-se que haja um aumento da temperatura média do ar na Terra em 2100. O ritmo do aquecimento vai ser muito mais rápido do verificado durante o século XX : a neve e o gelo no Hemisfério Norte devem diminuir, os glaciares devem continuar a recuar. Enquanto na Antárctida pode ocorrer um aumento da espessura do gelo devido ao aumento da precipitação, na Gronelândia acontecerá o contrário, devido ao escoamento da água.

• Grande parte da comunidade científica e das organizações internacionais acredita que em 2100, o NMM (nível médio do mar) estará entre 0.5 e 1 metro acima do actual, devido ao degelo e expansão térmica das águas do mar. Se o NMM se elevar 1 metro, só no Egipto serão directamente afectadas 6 milhões de pessoas e perder-se-ão 15% dos terrenos agrícolas, enquanto que no Bangladesh, a população afectada será de 13 milhões, com perda de 16% da produção nacional de arroz.

• Na Noruega, o nível do mar está a descer relativamente ao continente, resultando, a nível local, numa descida do nível do mar relativo.

• Algumas das ilhas do Pacífico quase desaparecerão, como é o caso das ilhas Marshall, em que mais de 80% do território será inundado. A produção de alimentos e o sector das pescas em algumas partes do mundo ficaram assim ameaçados.
Artigo realizado pelas alunas : Ana Luísa Alves, Mariana Silva e Teresa Ribeiro do 9ºano A, Externato Casa-Mãe, Portugal.

link: http://www.youngreporters.org/article.php3?id_article=1468

Protocolo de Quioto relativo às alterações climáticas

O protocolo de Quioto é o mais importante instrumento na luta contra as alterações climáticas. Integra o compromisso assumido pela maioria dos países industrializados de reduzirem em 5%, em média, as suas emissões de determinados gases com efeito de estufa responsáveis pelo aquecimento planetário.

ver link: http://europa.eu/scadplus/leg/pt/lvb/l28060.htm


Que ciência se faz em Portugal? Quem são os nossos cientistas? Como trabalham? O que investigam? Que resultados obtêm?

Todos os anos, em Novembro, durante a Semana da Ciência e da Tecnologia, instituições científicas, universidades, escolas, associações e museus abrem as portas para que estas e outras perguntas possam ser respondidas, dando a conhecer as actividades que desenvolvem, através de um contacto directo com o público.

Semana C&T: Edição de 200620 a 25 de Novembro Formulário para Inscrição de Eventos

DESCOBERTA DE 16 CANDIDATOS A PLANETAS EXTRA-SOLARES

Pela primeira vez, com o auxílio do Telescópio Espacial Hubble, os astrónomosdetectaram com sucesso 16 candidatos a planetas extra-solares em órbita devárias estrelas, localizadas a grandes distâncias no interior da Via Láctea.

As observações do Hubble chegaram ao bojo central da nossa galáxia, localizado a26 mil anos-luz de distância, ou um quarto do diâmetro do disco desta.

Baseado em detecções anteriores de planetas extra-solares na vizinhança local doSistema Solar, que apenas cobre 5% do disco da Via Láctea, o número de planetasdescobertos é consistente com o número que se esperava encontrar como resultadode observações realizadas a tais distâncias.

Extrapolando este número de planetas encontrados pelo Hubble, é possível estimarcom uma forte certeza a existência de cerca de 6 mil milhões de planetas dotamanho de Júpiter na nossa galáxia.

Dos 16 planetas descobertos, 5 representam um novo tipo extremo destes objectos,ainda não encontrado nas pesquisas locais. Designados por Planetas de PeríodoUltra-Curto (PPUC), estes mundos completam uma órbita em torno das suas estrelasem menos de um dia, sendo o período orbital mais pequeno de 10 horas.

A descoberta destes planetas com um período orbital muito diminuto foi umagrande surpresa, e apenas o Hubble, com a sua resolução e sensibilidadesoberbas, poderia ter espreitado através da nossa galáxia e detectado planetasem torno de estrelas débeis.

Esta descoberta revelou ser também uma forte evidência de que os planetas sãotão abundantes em outras partes da Via Láctea como o são na vizinhança doSistema Solar.

Embora possua características que que fazem dele um instrumento poderoso, oHubble não foi capaz de observar directamente os 16 planetas. Os astrónomosutilizaram um dos instrumentos do Hubble, de modo a medir a ligeira alteração daluminosidade de uma estrela, resultante da passagem de um planeta à frentedesta, evento este designado por trânsito. Mesmo nestas condições, o planeta emquestão tem de ter uma massa aproximada à de Júpiter para que a variação daluminosidade da estrela seja suficiente para ser detectada (1 a 10%).

Os 16 planetas descobertos, são designados por candidatos devido ao facto de osastrónomos só terem conseguido até ao momento medir a massa de dois deles.

Para ver uma ilustração artística de um trânsito, consulte:http://www.oal.ul.pt/astronovas/planetas/pla1.jpg

Fonte: ASTRONOVAS
Lista de distribuição de notícias de Astronomia em Português
Observatório Astronómico de Lisboa
Centro de Astronomia e Astrofísica da Universidade de Lisboa

domingo, outubro 29, 2006

Galileu Galilei - um dos primeiros a defender que a terra gira

Galileu Galilei (Pisa,15 de fevereiro de 1564 — Florença, 8 de janeiro de 1642) foi um notável físico, matemático e astrónomo italiano. É considerado um dos maiores génios da história da humanidade, como Leonardo da Vinci, Isaac Newton e Albert Einstein, tendo um QI estimado em cerca de 240.

Filho do carpinteiro toscano Vincenzo Galilei, na mocidade dedicou-se às mulheres, escrevendo sobre Dante e Tasso. Descobriu a lei dos corpos e enunciou o princípio da Inércia. Por pouco Galileu não seguiu a carreira artística. Um de seus primeiros mestres, Orazio Morandi, tentou estimulá-lo a partir da coincidência de datas com Michelangelo (que havia morrido três dias depois de seu nascimento). O seu pai queria que fosse médico, então desembarcou no porto de Pisa para seguir essa profissão. Mas era um grande aluno e só pensava em fazer experiências físicas (que, na época, era considerada uma ciência de sonhadores).

Foi nessa época que descobriu como fazer a balança hidrostática, que originaria o relógio de pêndulo. Tendo sabido da construção do primeiro telescópio, na Holanda, a partir de um folheto, construiu, em 1609, em Veneza a primeira luneta astronómica e fez com ela observações astronómicas: a composição estelar da Via Látea a partir de 1610, os satélites de Júpiter, os “braços” de Saturno (não chegou a discernir os anéis), as manchas do Sol e as fases de Vénus. Todas essas descobertas foram comunicadas ao mundo no livro Sidereus nuntius (Mensageiro das estrelas) em 1610. A observação das fases de Vênus, levaram-no a adaptar o sistema de Copérnico (Heliocêntrico).

Pressionado pela Igreja, foi para Florença, onde concluíu nos seus estudos que o "Centro Planetário" era o Sol e não a Terra, essa girava ao redor dele como todos os planetas. Galileu foi chamado a Roma em 1611 para defender-se da acusação de heresia. Foi condenado, porém, em 1616, teve que assinar um decreto do Tribunal da Inquisição, declarando ser meramente hipotético o sistema heliocêntrico. Nessa declaração lê-se que os movimentos dos corpos no céu "já estavam descritos nos Salmos", no livro de Josua e em outras passagens da Bíblia. Por isso, Galilei deveria deixar estes temas para os pais da Igreja. Apesar das admoestações, encorajado pela entrada em funções em 1623 de um novo Papa Urbano VIII, um espírito mais progressivo e interessado nas ciências do que o seu predecessor, publicou nesse mesmo ano o Saggiatore (Experimentador) para combater a física aristotélica e estabelecer a matemática como fundamento das ciências exactas. No Diálogo dei massimi sistemi (Diálogo sobre os grandes sistemas do universo) em 1632, voltou a defender o sistema heliocêntrico. Colocou em discussão muitas idéias do filósofo grego Aristóteles, entre elas o facto de que os corpos pesados caem mais rápido que os leves, com a famosa história de que havia subido na torre de Pisa e lançado dois objectos do alto. Essa história nunca foi confirmada, mas Galileu provou que objectos leves e pesados caem com a mesma velocidade.

Galileu era católico fervoroso, mas viveu numa época atribulada na qual a Igreja Católica endurecia sua doutrina para fazer frente à Reforma Protestante. A prisão de Galileu tornou-se um exemplo muito citado da "luta entre fé e ciência". Enquanto que na Itália e nas zonas católicas seus livros eram proibidos, Galilei publicou sem quaiquer problemas nos Países Baixos, onde o protestantismo se tinha sobreposto ao catolicismo. Reza a lenda que, ao sair do tribunal após sua condenação, disse uma frase célebre: "Epur si Muove!", ou seja, "contudo, ela move-se", referindo-se à Terra. Passou os últimos anos de sua vida, retirado em sua vila, perto de Florença, escrevendo em 1634 Discorsi e dimonstrazioni matematiche in torno a due nuove scienze (Teorias e provas matemática sobre duas novas ciências), obra fundamental da dinâmica.

Morreu cego e condenado pela Igreja, longe do convívio público. Obras de Galileu foram censuradas e proibidas pela igreja católica romana (ver: Index Librorum Prohibitorum). No entanto, Galileu conseguiu que uma de suas obras (sobre mecânica) posteriores à proibição fosse publicada em Leiden, atual Holanda, uma zona protestante, onde a Igreja Católica não tinha grande influência. 341 anos após a sua morte, em 1983, a mesma igreja, revendo o processo, decidiu pela sua absolvição.

sexta-feira, outubro 20, 2006

O anel atómico da Europa

O LHC (Large Hadron Collider) é o maior instrumento científico do mundo. Está neste momento a ser construído no CERN (Centro Europeu de Física de Partículas – maior laboratório de física das partículas do mundo) na fronteira franco-suíça, nos arredores de Genebra, de modo a substituir o LEP (Large Electron Positron Collider). Quando estiver acabado, por volta do ano 2007, irá acelerar feixes de protões a energias sem precedentes ao longo de um túnel circular com 27 quilómetros de perímetro, a 100 metros abaixo da superfície terrestre.

Irá acelerar dois feixes de partículas que irão viajar em direcções opostas e, em quatro pontos do anel, as partículas irão colidir de frente, sendo estas colisões detectadas por enormes e avançados aparelhos detectores, que estudarão o resultado das colisões. Antes das partículas serem lançadas no LHC, estas terão que ser levadas para níveis de energia cada vez mais elevados, o que ocorrerá no complexo de aceleração. O LHC irá operar a 300 graus abaixo da temperatura ambiente (mais frio do que no espaço) e irá usar as tecnologias mais avançadas.

O grande desafio que o LHC enfrenta deve-se ao facto das enormes capacidades de armazenamento de dados (o LHC irá produzir 15 Pentabytes – 15 milhões de Gigabytes por ano. Esta enorme quantidade de informação não pode, naturalmente, ser analisada por computadores pessoais, pelo que o CERN está a projectar ligar centenas dos maiores centros de computação de todo o mundo de modo a poder analisar essa mesma informação.

Porém, foi criado o programa SixTrack que simula a viagem de partículas ao longo de 100.000 voltas ao LHC de modo a estudar a estabilidade das suas órbitas. Se, num caso real, o feixe perdesse o controlo da sua órbita, iria embater nas paredes do tubo de vácuo, o que implicaria uma paragem do projecto para reparações. Assim, repetindo os cálculos milhares de vezes, é possível determinar as condições segundo as quais o feixe se torna estável.

De cada vez que é instalado um novo íman supercondutor, são efectuadas medições às suas propriedades. Se elas se desviarem das especificações, o programa SixTrack é lançado para estudar o impacto, se existir, que essas diferenças irão produzir nas operações da máquina. Logo, obter rapidamente os resultados é imperativo para os engenheiros que instalam esses ímanes.

Assim, a participação no LHC@home implica uma ajuda enorme na construção do maior instrumento científico do mundo.

Quais os requisitos mínimos para poder participar? Os aspectos mais importantes são a memória RAM e o espaço de disco rígido no seu computador. Actualmente, 60 Mb de RAM livre e 30 Mb de espaço de disco livre são os requisitos mínimos requeridos. O fim do prazo de validade das unidades de trabalho (WU's) é actualmente de duas semanas; assim, o seu computador deve possuir uma velocidade suficiente para poder acabar as unidades nesse espaço de tempo. Em resumo: Sistema Operativo Linux 2.2 (ou mais novo), Windows 95 (ou mais novo); 60 Mb RAM; 30 Mb HD; Processador Pentium (ou superior).

Quanto tempo dura uma unidade de trabalho (WU)? Isso depende naturalmente da velocidade do computador. Neste momento, as unidades de trabalho podem ter durações diferentes: algumas calculam 10.000 voltas, outras 100.000 voltas e o resto calcula 1.000.000 voltas em torno do acelerador. Um trabalho que calcule 1.000.000 voltas funcionará, aproximadamente, 10 horas num processador de 2 GHz. Alguns dos dados testados resultam na falha completa durante as primeiras voltas ao acelerador. O programa detecta esses erros, pelo que não tem nenhum sentido continuar a calcular as órbitas das partículas. De notar que estes trabalhos curtos são tão importantes aos cientistas como os trabalhos mais longos.

Fonte: http://teknospace.no.sapo.pt/LHC_home.htm

sexta-feira, outubro 13, 2006

Porque o mundo também é feito de disparates...

Apartheid

Apartheid ("vida separada") é uma palavra africânder adoptada legalmente em 1948 na África do Sul para designar um regime segundo o qual os brancos detinham o poder e os povos restantes eram obrigados a viver separadamente, de acordo com regras que os impediam de ser verdadeiros cidadãos. Este regime foi abolido por Frederik de Klerk em 1990 e, finalmente em 1994 eleições livres foram realizadas.

O primeiro registo do uso desta palavra encontra-se num discurso de Jan Smuts em 1917. Este político tornou-se Primeiro Ministro da África do Sul em 1919. Tornou-se de uso quase comum em muitas outras línguas. As traduções mais adequadas para português são segregação racial ou política de segregação racial.

"Da estupidez humana até os deuses têm medo."

Porque o mundo também é feito de grandes homens....

Stephen Bantu Biko
1946 - 1977




Stephen Bantu Biko (18 de dezembro de 1946 - 12 de setembro de 1977) foi um conhecido activista do movimento anti-apartheid na África do Sul, durante a década de 1960.

Insatisfeito com a União Nacional de Estudantes Sul-africanos (National Union of South African Students), da qual era membro, participou da fundação, em 1968, da Organização dos Estudantes Sul-africanos (South African Students' Organisation). Em 1972, tornou-se presidente honorário da Convenção dos Negros (Black People's Convention).

Em março de 1973, no ápice do regime de segregação racial (Apartheid), foi "banido" , o que significava que Biko estava proibido de comunicar com mais de uma pessoa por vez e, portanto, de realizar discursos. Também foi proibida a citação a qualquer de suas declarações anteriores, tivessem sido feitas em discursos ou mesmo em simples conversas pessoais.

Em 6 de setembro de 1977 foi preso num bloqueio rodoviário organizado pela polícia. Levado sob custódia, foi acorrentado às grades de uma janela da penitenciária durante um dia inteiro e sofreu grave traumatismo craniano. Em 11 de setembro, foi embarcado em veículo policial para transporte para outra prisão. Biko morreu durante o trajecto e a polícia alegou que a morte se devera a "prolongada greve de fome empreendida pelo prisioneiro".

Em 7 de outubro de 2003, autoridades do Ministério Público Sul-africano anunciaram que os cinco policias envolvidos no assassinato de Biko não seriam processados, devido a falta de provas. Alegaram também que a acusação de assassinato não se sustentaria por não haver testemunhas dos actos supostamente cometidos contra Biko. Levou-se em consideração a possibilidade de acusar os envolvidos por Lesão Corporal seguida de morte, mas como os fatos ocorreram em 1977, tal crime teria caducado (não seria mais passível de processo criminal) segundo as leis do país.

in Wikipedia

link (aconselho vivamente a sua leitura): http://www.sahistory.org.za/pages/people/biko,s.htm

quinta-feira, outubro 05, 2006

A Conveniência de saber a verdade.

Recomendei aqui uma ida ao cinema para descobrirmos uma Verdade Inconveniente...

Hoje, depois de o ver, reforço a recomendação e transformo-a em apelo. Foi realizado de forma inteligente. Relacionar as questões científicas com a parte emocional é para mim o segredo. Foi feito para chegar e marcar as massas.

Parabéns ao Sr. Gore.

Conhece o lado científico...


...e descobre o que podes fazer.