terça-feira, setembro 12, 2006

Stephen Hawking


O físico britânico Stephen Hawking, de 63 anos, fez contribuições fundamentais à compreensão da formação do Universo, incluindo estudos sobre os buracos negros. Uma doença degenerativa o mantém-o preso a uma cadeira de rodas e obriga-o a falar por meio de um computador.

Desde que lançou "Uma breve história do tempo", em 1988, seus livros já venderam mais de dez milhões de cópias e foram traduzidos em 40 línguas. Ele tornou-se o cientista mais famoso do mundo e atrai fundos para o Departamento de Matemática Aplicada da Universidade de Cambridge, na Grã-Bretanha, onde ocupa a cadeira que foi de Isaac Newton.

Hawking já contou que o Papa João Paulo II pediu-lhe uma vez que não tentasse mergulhar nas origens das galáxias, por ser um mistério apenas de Deus.

Optimista e bem-humorado, o cientista afirmou nesta numa visita à China:

- A raça humana necessita de um desafio intelectual. Deve ser chato ser Deus e não ter nada para descobrir.

Actualmente, ele está a escrever um livro de divulgação científica para crianças, em colaboração com sua filha Lucy.

- Será uma espécie de Harry Potter e o Universo, mas sobre ciência e não sobre magia - explicou.


(Publicada em 21/06/2006 às Globo Online)



Biografia:

Stephen William Hawking nasceu em Oxford, Inglaterra, em 8 de Janeiro de 1942. Seus pais eram Frank e Isobel Hawking. Teve duas irmãs mais novas, Philippa e Mary, e um irmão adotivo, Edward.

Entrou na University College, Oxford, onde pretendia estudar matemática. Como não pode estudar matemática, optou então por física, formando-se três anos depois. Obteve a graduação de doutoramento na Trinity Hall em Cambridge, onde é actualmente um membro honorário. Depois de obter o grau passou a ser investigador, e mais tarde professor nos Colégios Maiores de Gonville e Caius. Depois de abandonar o Instituto de Astronomia em 1973, Stephen entrou para o Departamento de Matemática Aplicada e Física Teórica, e desde 1979 ocupa o posto de professor lucasiano de Matemática.

Casou-se pela primeira vez em julho de 1965 com Jane Wilde. O seu segundo casamento realizou-se com sua enfermeira - Elaine Mason - em 16 de Setembro de 1995. Hawking continua combinando a vida em família (com sua esposa, seus três filhos e um neto) e sua investigação em física teórica junto com um extenso programa de viagens e conferências.

Hawking é portador de esclerose amiotrófica lateral, uma rara doença degenerativa que paralisa, um a um, os músculos do corpo. A doença foi detectada quando tinha 21 anos. Por isso, sofreu em 1985 uma traqueotomia, e desde então utiliza um sintetizador de voz para se comunicar. Gradualmente foi perdendo o movimento dos seus braços e pernas, assim como do resto da musculatura voluntária, incluindo a força para manter a cabeça erguida, com todo o qual sua mobilidade é praticamente nula.


Obra:

Os principais campos de pesquisa de Hawking são cosmologia teórica e gravidade quântica. Em 1971, em colaboração com Roger Penrose, ele provou o primeiro de muitos teoremas de singularidade; tais teoremas fornecem um conjunto de condições suficientes para a existência de uma singularidade no espaço-tempo. Este trabalho demonstra que, longe de serem curiosidades matemáticas que aparecem apenas em casos especiais, singularidades são uma característica genérica da relatividade geral.

Hawking também sugeriu que, após o Big Bang, primordiais ou mini buracos negros foram formados. Com Bardeen e Carter, ele propôs a quarta Lei da mecânica de buraco negro, fazendo uma analogia com a termodinâmica. Em 1974, ele calculou que buracos negros deveriam termicamente criar ou emitir partículas subatómicas, conhecidas como radiação Hawking.
O asteróide 7672 Hawking é assim chamado em sua homenagem.

Sem comentários: